MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Tags

Licenciamento do System Center 2012–Server e Client

Foi noticiado o novo modelo de licenciamento do System Center 2012, o que facilitou muito a forma como vendemos o pacote de produtos. Realmente o fato de agora não termos mais licenças individuais para cada um dos 8 produtos que fazem parte da familia System Center 2012 é uma vantagem. Porem, é importante relembrar dois fatores que muitos estão deixando de lado:

  1. O System Center atual já possuia uma forma de licenciamento chamada de Suite Enterprise que envolvia todos os produtos
  2. O licenciamento por cliente ainda continua existindo, sendo um custo importante no cálculo final, porem também possuia a opção Enterprise CAL Suite

Para o System Center atual fiz alguns cálculos para demonstrar quanto custa algumas implementações em (http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Licencas-da-Familia-System-Center-Tipos-e-Precos.aspx) e é bom esclarecer como ficam os mesmos dados agora, incluindo a licença de clientes, e fazer o comparativo.

Licença para Servidores

Agora o licenciamento pode ser Standard ou Enterprise:

  • Standard é para máquinas fisicas ou virtuais e cobre apenas dois processadores e 2 máquinas virtuais ao custo de U$ 1.323
  • Enteprise não limita o numero de servidores para o ecosistema, mas limita o número de processadores fisicos do host ao custo de U$ 3.607

Pode parecer confuso, mas na verdade é simples, imaginando o cenário onde um servidor (hosts) com 4 processadores fisicos:

  • Se você for implementar uma VM para cada funcionalidade, portanto 8 VMs, o ideal seria comprar 2 (duas) licenças Enterprise já que cada licença cobrem 2 processadores e não precisaria “contar” o número de VMs
  • Se você for implementar até 4 VMs agrupando papeis o ideal seria comprar 2 (duas) licenças Standard já que cada licença cobre 2 processadores e até 2 VMs

Nota: No primeiro exemplo acima o custo de ter duas licenças Enterprise é de U$ 7.214 enquanto com a Standard é U$ 5.292. Parece que a decisão deverá ser pensada com cuidado !!!

Licença para Clientes

Temos uma tabela de licenciamento de clientes diferente, pois são 3 licenças dependendo do produto que será utilizado:

image

As licenças não são cumulativas, mas individuais. Portanto se for desejado utilizar o SCCM, SCOM, VMM e o DPM em um determinado servidor será necessário compras a licença de CMC e a de CMSL ao custo de U$ 183. No modelo antigo seria necessário gastar U$ 354 (u$ 157 Licença Server do SCCM e SCOM e U$ 70 pela licença do VMM e DPM que são Suite).

Nota: No pacote atual as licenças para servidores são diferentes das de estações, com custo bem superior.

Simulação

Veja a simulação do custo do System Center 2012 com os mesmos parametros da simulação com a versão anterior, ou seja 1000 clientes e 10 servidores:

Produto Licença Servidor* Licença Clientes Valor Total
Configuration Manager 2012  $             7.214,00  $           62.620,00  $               69.834,00
Operations Manager 2012  Já incluida   $        122.210,00  $            122.210,00
Data Protection Manager 2012  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Virtual Machine Manager 2012  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Service Manager 2012  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Orchestrator  Já incluida   Já incluida   $                              -  
Total  $ 192.044,00
   
*Levando em conta um servidor para cada papel    

Ou seja, temos um custo maior, porem note que na simulação com os produtos atuais não foi cotado o SCSM nem o Orchestrator, o que aumentaria bem o valor final de U$ 113.863

Referências

Seguem os links para os documentos que contem os dados citados neste post:

http://download.microsoft.com/download/0/D/9/0D9DDF52-A855-487B-9B74-5A09A9389551/Windows%20Server%20System%20Center%20and%20Forefront%20Pricing%20and%20Licensing%20Guide.pdf

http://myitforum.com/myitforumwp/wp-content/uploads/2012/01/System-Center-2012-Licensing-Datasheet.pdf

Atualizado: Downloads da familia System Center 2012 Release Candidate

A Microsoft divulgou hoje um link muito interessante com a possibilidade de baixar todos os produtos SC 2012, incluindo os recem liberados SCCM 2012 RC2, DPM 2012 RC e SCSM RC.

Foi acrescentado a novidade, um instalador unificado para todos os produtos, alem do anuncio que agora será possivel ter uma SKU (licença) unica para toda a suite.

Ao clicar em download todos os produtos são baixados de uma só vez:

http://technet.microsoft.com/en-us/evalcenter/hh505660.aspx

Alem disso, também foi criado um portal com todas as documentações para os produtos System Center em http://bit.ly/sFArof

image

Teste desde já os produtos e esteja preparado o lançamento que está mais próximo!!!

Posted: jan 17 2012, 08:22 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Microsoft Management Summit 2012 - MMS 2012

image

Para quem é especializado em produtos de gerenciamento da família System Center este evento é especial (http://www.mms-2012.com/).

O ano passado não pude participar mas com a liberação das versões RC dos produtos System Center 2012 (http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Download-de-Betas-e-RCs-da-familia-System-Center-2012.aspx) o MMS passa a ter uma importância fundamental para conhecer em primeira mão as novidades e, quem sabe, já estejamos com os produtos em RTM.

Além disso o MMS trata de todos os outros produtos que são utilizados no gerenciamento de um ambiente como o WSUS, AD, VDI, GPO e muitos outros (http://www.mms-2012.com/learningopps).

O mais interessante é que diferente do TechEd que é mais baseado em palestras, o MMS tem em seu formato Hands On, palestras técnicas e as sessões “Birds-Of-A-Feather” onde o participante tem a oportunidade de bate papos com o time de produtos, muito similar ao “Ask The Experts” nos TechEds em um formato mais informal. Alem disso, como já existe no TechEd é possível fazer exames a um valor diferenciado.

Este ano ganhei pelo time de produtos do System Center Operations Manager o ingresso para o evento pela participação nos feedbacks do produto, do qual já havia recebido um prêmio pela participação no VMM 2012. (http://www.marcelosincic.com.br/blog/post/Vencedor-de-Outubro-do-VMM-2012-CEP-Community-Participation-Contest.aspx)

Durante o evento tentarei postar o máximo possível de informações e deixar todos informados das novidades.

Alem de mim sei que haverá pelo menos outros 2 brasileiros pela promoção da Microsoft Brasil (MIVP) e mandem e-mail outros que irão participar e desejarem nos encontrar para bater um papo por lá.

Posted: jan 11 2012, 10:15 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Eventos | System Center

Integrando o System Center Orchestrator 2012 com o Active Directory

Anteriormente já iniciei alguns testes com o Orchestrator e se trata de uma excelente ferramenta (System Center Orchestrator 2012–Introdução)

A Microsoft disponibilizou a poucos dias (21/12/2011) um pacote para integrar tarefas de AD ao Orchestrator e ficou muito bom com tarefas como bloquear/desbloquear usuários e computadores, criar/editar/deletar usuarios, OUs, grupos e todas as outras tarefas conforme o print abaixo mostra a barra de ferramentas do Orchestrator Designer:

27-12-2011 12-18-10

Para instalar estas ferramentas é necessário baixar o pacote em http://www.microsoft.com/download/en/details.aspx?id=28020, fazer a importação do pacote de integração (arquivo com extensão OIP) e distribuir para os servidores desejados. Segue a ordem em que as atividades são realizadas, iniciando com o registro do Integration Pack:

27-12-2011 12-14-21

O passo seguinte é distribuir o Integration Pack para os servidores onde a tarefa será executada, lembrando que não tem a ver com os DCs e sim com os servidores que executam os RunBooks:

27-12-2011 12-15-43

Ao terminar estará registrado no servidor como mostrado abaixo e irá aparecer automaticamente no Orchestrator Design como mostrado na primeira imagem.

27-12-2011 12-16-32

Mais uma interessante funcionalidade a esta ferramenta que irá ser um importante aplicativo na nova familia de produtos System Center 2012.

Posted: dez 27 2011, 12:37 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Erro de Acesso ao Web Console do SCOM 2007 R2

Este é um comportamento recorrente que passo e recebo vários emails com este caso.

Ao instalar o SCOM 2007 R2 o Web Console acusa que não é possivel abrir o web site com o erro abaixo.

SINTOMA

image

Outra situação comum é conseguir acessar a tela de login mas logo na sequencia o erro abaixo aparecer, o que normalmente com um refresh na tela o console aparece, mas não é uma solução correta.

image

CAUSA

Este problema se deve ao Web Console ter caminhos fixos apontando para HTTPS e o IIS não está configurado para isso.

SOLUÇÃO

O primeiro passo é criar um certificado digital interno (Self-Signed) para o IIS ou importar um certificado externo já existente, acessando a opção Server Certificates no console do servidor IIS.

Para criar um novo certificado clique em Create Self-Signed Certificate no menu de ações e defina um nome para o uso do certificado que de preferencia deve ser o nome que será usado na URL, em geral o nome do servidor, como a tela abaixo demonstra:

image

Na sequencia clique com o botão direito no site do Web Console e utilize a opção Edit Bindings que é onde indicamos as portas, URLs e certificados usados para acesso a cada site no IIS:

image

Vincule o certificado a uma porta com o botão Add… e delete a porta anterior que não estava vinculada a um certificado.

Porem, neste caso os atalhos criados não irão funcionar, para manter os mesmos atalhos você irá precisar criar uma porta qualquer, deletar a porta padrão (no exemplo abaixo 51908) e recriar a porta desta vez com https e o certificado desejado para a criptografia do tráfego:

image

Lembrando que estes passos também podem ser necessários em outros casos, como o portal do VMM e dashboards em geral.

Posted: dez 17 2011, 10:16 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login
Marcelo de Moraes Sincic | Performance de VHDs de tamanho Dinamicos x Fixos
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Tags

Performance de VHDs de tamanho Dinamicos x Fixos

Eu já havia lido na documentação do finado Virtual Server 2005 que discos fixos eram mais rápidos que discos com tamanho dinamico, o que sempre fez sentido. Também havia a indicação que discos diferenciais (aqueles que são alterações sobre um disco usado como base) também eram um problema, mesmo que fosse tamanho fixo. E por fim, sempre se dizia que discos fisicos (RAW) nem se comparava a performance dos VHDs.

Em um post dos blogs do TechNet Brasil (http://download.microsoft.com/download/0/7/7/0778C0BB-5281-4390-92CD-EC138A18F2F9/WS08_R2_VHD_Performance_WhitePaper.docx) foi publicado um arquivo com as especificações detalhadas sobre performance de VHD em tamanho fixo e dinamico, seja ele diferencial ou não. Vou comentar o que achei interessante e as conclusões que tirei, claro que alguns podem não concordar, comentem no post.

  • Baseado no gráfico 1 a frase "discos virtuais dinamicos são muito mais lentos que fixos" deixou de ser verdade no Windows 2008 R2, ainda existe uma perda consideravel de performance entre os discos fisicos (RAW) e um disco dinamico, porem note que é absurdamente melhor do que era no Windows 2008. Ou seja, no Windows 2008 R2 vale a pena usar discos de tamanho dinamico quando for necessário.
  • Baseado no gráfico 2 vemos que no Windows 2008 R2 o uso de discos fisicos, VHD na maquina fisica e VHD na máquina virtual são quase que identicos, o ganho de performance chega a ser irrisório. Então fazer dual boot com VHD e utilizar VMs não incorre em perda de performance.
  • Baseado no gráfico 3 acabou o mito que disco diferencial é um matador. Note que estranhamento, no exemplo de aplicação DSS, o diferencial chega a ser mais rápido que o disco fisico (!!!!!).

 Gráfico 1: Comparação de disco fisico (RAW) com VHD dinamico

Gráfico 2: Comparação de disco fisico (RAW) com discos VHD locais e VHD em VMs

Gráfico 3: Comparação de disco fisico (RAW) com VHDs Diferenciais

Notas:
1) O documento completo traz variações de tipos de aplicações, mas peguei como exemplo os que representam situações mais comuns e demonstram melhor as distorções de conteidos anteriores.
2) Os dados referentes aos Windows 2008 valem para o Windows Vista, os dados referentes ao Windows 2008 R2 valem para o Windows 7.

Posted: mar 11 2010, 11:58 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 2008 | Windows 7
Os comentários estão fechados
Login