MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2017: 952013
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

MVP V-Conf – Evento Online de MVPs

image

A Microsoft está organizando um evento virtual com MVPs em vários lugares do mundo, e o Brasil foi um dos escolhidos.

A data do evento no Brasil será a mesma dos outros países do mundo, dias 14 e 15 de Maio, detalhes em http://mvp.microsoft.com/en-us/virtualconference.aspx

A inscrição pode ser feita pelo link: http://aka.ms/mvpvirtualconference2015

No link http://mvp.microsoft.com/en-us/virtualconference-sessions.aspx#Brazil é possivel ver a grade completa das palestras em portugues, feitas por MVPs brasileiros.

Junto com o Vidal teremos duas palestras e convidamos todos a participar!

image

System Center Technical Preview (vNext) – Features Removidas

Já a algum tempo que temos disponíveis para download as versões preview do System Center, e uma pergunta que em enviam com freqüência é sobre o SCCM e o AppController.

Onde está o SCCM TP?

Primeiro tratamos do Configuration Manager (SCCM). Apesar de fazer parte da família (suite) de produtos System Center, o SCCM é tratado por um grupo separado. Enquanto o grupo de Program Managers de CDM (Cloud and Datacenter Management) cuida da inteira suite, o SCCM está debaixo do grupo de Enterprise Client Management já que está mais ligado a camada cliente do que servidores e operações de TI como os outros produtos.

Sendo assim, o SCCM não está ainda disponível na versão Technical Preview.

AppController

Agora vamos falar do AppController. Esta ferramenta é uma que particularmente eu gostava muito (http://www.marcelosincic.com.br/search.aspx?q=appcontroller), pois integra a administração do ambiente privado (via VMM) com o ambiente público no Azure, permitindo utilizar os mesmos templates e uma única ferramenta administrativa.

Na versão vNext do System Center ele será descontinuado, e o motivo é que poucas empresas utilizaram o AppController para gerenciar ambientes híbridos, usando o AppController como portal de auto-atendimento.

Com o lançamento do Windows Azure Pack (WAP), os principais clientes do AppController passaram a ter uma ferramenta de auto-atendimento muito mais robusta e completa para IaaS, PaaS e SaaS (AppController só fornecia IaaS).

Server App-V

Abordei esta ferramenta no passado (http://www.marcelosincic.com.br/post/Virtualizacao-de-Aplicacoes-de-Servidores-com-o-Server-App-V-do-VMM-2012.aspx) e sua funcionalidade sempre foi pouco utilizada.

Com a telemetria de uso e pesquisas da Microsoft constatou-se que os clientes utilizam muito mais templates com as aplicações e softwares instalado do que o seqüenciamento de aplicações/serviços.

Baseado neste baixo uso e duplicidade de maneiras de embutir aplicações, a Microsoft decidiu pelo mais econômico que é descontinuar o desenvolvimento.

Outras Remoções

Existem ainda alguns outros itens, mas são menos relevantes e óbvios, como por exemplo, versões mais antigas de vCenter e Xen.

Todas as remoções estão disponíveis em https://technet.microsoft.com/en-us/library/dn806370.aspx

EBook gratuito: Microsoft Azure – Fundamentos Essenciais

O lançamento deste livro no inicio deste mês, gratuito em formato digital, traz boas novidades na série de livros sobre o Microsoft Azure: http://blogs.msdn.com/b/microsoft_press/archive/2015/02/03/free-ebook-microsoft-azure-essentials-fundamentals-of-azure.aspx

image

Separado em 7 capítulos de conteúdo técnico do Azure, aborda como criar web sites, VMs, gerenciar storages, redes virtuais, databases, Active Directory. Levando em conta que o livro se destina a fundamentos aborda como iniciar o uso com PaaS (web sites) e IaaS (VM e infra).

O capítulo 8 trata de PowerShell e o capítulo 9 traz alguns exemplos de implementações que podem ser feitas.

image

É um livro simples, mas com conteúdo que poderá ser usado como referencia para os que utilizam o Azure ocasionalmente ou com a ajuda de assistentes.

Lembrando que toda a coleção de livros gratuitos disponibilizados pela Microsoft podem ser encontrados em http://www.microsoftvirtualacademy.com/ebooks

Posted: fev 19 2015, 19:18 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Windows 10 e System Center vNext – Roadmap e Diretivas de Compatibilidade

O anúncio oficial hoje no blog do time de Windows e de System Center reservam algumas informações muito importantes depois do anúncio do novo build e da atualização automática e gratuita para Windows 7 e 8/8.1

Em resumo, o lançamento do Windows 10 se dará no inicio de 2016 junto com o System Center vNext (nome temporário). O próximo build Preview será na primeira norte-americana, entre março e maio.

System Center vNext – Lançamento Sincronizado

Fonte: http://blogs.technet.com/b/server-cloud/archive/2015/01/30/windows-server-and-system-center-roadmap-update.aspx

Isto nos dá uma ideia que não teremos um release do System Center atrasado em relação ao SO Windows 10. Isso realmente foi um problema com o lançamento do System Center 2012 que não dava suporte ao Windows 2012 e só suportou o Windows 8 depois do SP1 que saiu várias semanas depois.

A sincronização entre o lançamento do Windows 10 e do System Center vNext permitirá aos administradores distribuir de forma consiste o novo SO, bem como a migração. Esse ponto é importante levando em conta o prazo de 1 ano para o upgrade gratuito.

Windows 10 – Compatibilidade

Fonte: http://blogs.windows.com/business/2015/01/30/windows-10-for-enterprise-more-secure-and-up-to-date 

Nesta noticia notamos um compromisso de manter a compatibilidade com o Windows 7 e 8/8.1, assumido depois de ver a dificuldade que as empresas enfrentaram ao ter que migrar aplicações do Windows XP para Windows 7.

Essa dificuldade da migração do Windows se torna muito mais critico quando pensamos em empresas com equipamentos embutidos em processos ou maquinários, como manufatura e computadores especializados. Alguns projetos de migração do Windows XP para Windows 7 falharam e acabaram se tornando migração do Windows XP para Windows 8, de tão demorado que os projetos se tornaram.

Com o compromisso de longo prazo na compatibilidade, podemos confiar que serão migrações mais fáceis.

Posted: jan 30 2015, 22:35 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 2/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under:

Deduplicação do Windows Server 2012 R2 com Hyper-V

Ontem em um cliente usei o meu servidor para as Demos de System Center e ele se interessou quando disse que utilizava o recurso Deduplication (ou Dedup) do Windows Server 2012 R2. Consequentemente, a reunião migrou do System Center para otimização de discos com o Hyper-V.

Afinal de contas, o ganho com Dedup em VHDs é impressionante, chegando no meu caso a quase 80% de espaço adicional:

image

Importante: Primeiro ponto nessa conversa é deixar claro que a Microsoft não suporta Dedup para Hyper-V em hosts de Hyper-V para VMs em produção. O motivo é explicado no TechNet http://technet.microsoft.com/en-us/library/hh831700.aspx, e basicamente é porque Dedup em ambiente onde os arquivos estão abertos pode gerar diversos erros:

“Deduplication of open files has not been fully validated for general virtualization or other applications, and additional issues may be encountered.”

Porem, surgem sempre duas perguntas neste caso:

Pergunta 1: Mas o Dedup do Windows 2012 R2 pelo PowerShell tem o modo “Files” e o modo “Hyper-V”, como não é suportado?

Resposta: Para Hyper-V só é suportado para ambiente VDI, onde as maquinas são de usuário com SO cliente. Como em geral ambientes de VDI utilizam o modo de pool e uma única VM é duplicada a cada nova seção, se 100 usuário estão online teríamos 100 VHDs sendo criados dinamicamente com dados duplicados.
Neste caso fica evidente que o uso do Dedup será suportado, uma vez que os VHDs são dinamicos e não estão o tempo todo em uso. Alem disso em geral são utilizados discos diferenciais, mantendo o disco parent imutável.

Pergunta 2: Se não é suportado, porque eu estou usando?  ;-)

Resposta: Não é suportado, mas no meu caso não é ambiente de produção e utilizo Dedup manual:

image

Não mantenho meu servidor 24 horas por dia ligado, então quando todas as VMs estão paradas, normalmente faço isso semanalmente, inicio o Job do Dedup com o comando:

Start-DedupJob -Type Optimization -Volume X:

Depois basta monitorar se o Job já terminou com Get-DedupJob:

Capturar2

Assim, meus arquivos VHD não correm o risco de serem manipulados enquanto estão em uso e garanto que periodicamente está sendo atualizado o Dedup.

Porem, é sempre bom lembrar que para não ter problemas o ideal é ter um disco ou volume separado para os VHDs, pois na configuração do Dedup este volume estará configurado como VDI (ou Hyper-V no PowerShell):

image

Posted: jan 09 2015, 18:20 by msincic | Comentários (3) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login