MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process. 2019: 3038344
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

System Center Configuration Manager 1511–Alterar “Evaluation’'”

É comum ao instalar o SCCM em suas diversas versões deixar para colocar a chave depois da avaliação.

Porem, na versão 1511 lançada no final de Novembro a opção comum a ser usada não funciona mais, ou seja, usar o Setup na opção “Perform site maintenance or reset this site”:

capture20151228100520008

Porem, note que não aparece a opção para incluir a chave de instalação:

capture20151228100528113

Esse “problema” muito provavelmente seja um bug ou por alguma intenção ainda não definida após 60 dias o SCCM 1511 passa a não mais dar a opção de usar a chave.

Para reabilitar, é importante saber que o problema é uma alteração na chave HKLM\Local Computer\Software\SMS\Setup onde o Product ID é alterado para “NONEVAL”, o que impede a inserção da chave posterior a instalação:

capture20151228100459536

Para resolver esse problema, basta alterar de “NONEVAL” para “EVAL”, fechar o Regedit e executar novamente o Setup:

capture20151228100558721

Voilá!!!!  Agora podemos incluir a chave!

Posted: dez 28 2015, 12:24 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

System Center Service Manager TP4 e 2012 R2–Novo Portal

Uma das novidades do TP4 do System Center “2016” é o fim do uso do SharePoint para o portal de auto-atendimento.

Isso era uma reclamação constante, tanto por conta da necessidade de criação do SharePoint, Layout, Administração e a versão 2010 que era exigida. Em geral eramos obrigados a instalar um servidor SharePoint Foundation 2010 no Windows 2008 R2 para servir de portal com todas as implicações de mais um servidor e serviço a ser administrado.

Na nova versão TP4 disponivel para download já está disponivel o portal totalmente em HTML!!! (https://technet.microsoft.com/en-gb/evalcenter/dn781241.aspx)

Para a versão 2012 R2 também foi disponibilizado o portal dentro do Update Rollup 8 do SCSM 2012 R2 em https://www.microsoft.com/en-us/download/details.aspx?id=49556

Veja abaixo algumas das principais telas e como ficaram muito mais simples, funcionais, aspecto visual e layout do Windows 10 e com os botões de acesso rápido na barra superior na tela de entrada do portal:

capture20151207001916644

Ao abrir um chamado, os dados são os mesmos mas agora podemos indicar quais os “preferidos” para aparecerem no portal, alem de poder customizar para cada usuário:

capture20151207001939981

Por fim, a parte de interação com o suporte se tornou muito mais aprazivel e com os botões de acesso rápido na barra superior mais fácil de verificar atualizações.

capture20151207002016586

Enfim, essa é uma novidade que a muito esperavamos e finalmente ficou disponivel na versão TP4 e 2012 R2.

Posted: dez 28 2015, 11:13 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts tagged 'rede'
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2019: 3038344
Pageviews 2018: 4296564
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Utilizando IP Fixo em Maquinas Virtuais no Windows Azure

Um novo recurso que se tornou disponivel nas novas versões do PowerShell para o Windows Azure são os comandos “StaticVNetIP”. Você pode baixar a nova versão em http://www.windowsazure.com/pt-br/downloads/#cmd-line-tools

Estes comandos permitem que se fixe o IP dentro do range da rede virtual que você já tenha definido, permitindo assim que consiga garantir o IP de cada VM sem a necessidade de fazer o “Start” na ordem fixa todas as vezes.

Passo 1: Saiba os Riscos e Gerencie Seus IPs

Antes de iniciarmos, é importante ressaltar que não há suporte se houver problemas (http://msdn.microsoft.com/en-us/library/windowsazure/jj156090.aspx#BKMK_IPAddressDNS):

“Use DHCP-leased addresses (this is mandatory — static addresses are NOT supported)

Portanto, antes de começar a designar IPs fixos as suas VMs, lembre de manter uma lista dos IPs definidos!

Além disso, não utilize IPs que não estejam no range da sua rede virtual. Por exemplo, a minha rede tem o range 10.0.1.4 a 254 e se eu fixar o IP 10.0.2.4 a uma VM, ele ficará incomunicável e precisará ser excluida.

image

 

Passo 2: Registrar a Assinatura no PowerSell

Este passo é permanente, e basta executar o comando Add-AzureAccount que irá abrir uma janela de autenticação e importará os dados da sua assinatura:

Capture

Para verificar se importou com sucesso use o comando Get-AzureSubscription que retornará os dados da assinatura registrada:

image

Caso precise remover uma assinatura que tenha utilizado no passado para teste, o comando Remove-AzureSubscription é indicado. Se necessário, precisará redefinir sua assinatura padrão, o comando abaixo redefinirá o default:

image

 

Passo 3: Registre o IP de cada VM

Para registrar os IPs lembre-se do que foi comentado no início, é necessário que eles estejam no range da rede virtual que você tenha definido, senão a VM não poderá mais ser acessada e ficará incomunicável.

O comando que utilizaremos para fixar o IP não trabalha com strings, o primeiro passo é usar o comando Get-AzureVM para retornar em uma variável o PermanentID da VM desejada:

image

O comando acima procura a VM “W2012-Exch-3” no catálogo e retorna o ID, e o comando Set-AzureStaticVNetIP abaixo fixa o IP:

image

Obs: Pode-se usar o “pipe |” para executar os comandos na mesma linha se desejado

Porem, note que o comando acima não foi confirmado, apenas como que simulado. O correto é utilizar o Update-AzureVM na sequência para confirmar a alteração, como um commit.

Sendo assim, a sequencia de comandos para alterar as VMs seria como o exemplo abaixo:

image

Note que neste exemplo 3 diferentes VMs tiveram seus IPs fixados e é possivel com o comando Get-AzureStaticVNetIP consultar se a VM fixou o IP desejado:

image

Por fim, ao verificar o escopo de rede no Azure, pode-se ver que as maquinas reiniciadas receberam o IP que fixamos:

ListaIPs

Posted: mar 11 2014, 00:25 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login