MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews The process cannot access the file 'D:\home\site\wwwroot\Visitas2.xml' because it is being used by another process.
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Boot no Windows 7 e Windows 2008 com VHD

A um tempo atrás comentei que o Windows 7 e o Windows 2008 permitiam o uso nativo de discos virtuais (VHD): http://www.marcelosincic.eti.br/Blog/post/Virtual-Hard-Disk-(VHD-e-WIM)-no-Windows-7-e-Windows-2008.aspx

Porem, como fazer boot por eles?

Existem duas formas. A primeira é mais simples, mas cria um boot primario. A segunda é um pouco mais detalhada.

 Segue o primeiro método, passo-a-passo:

  • Siga os passos do post acima para acrescentar o VHD na lista de discos
  • Acesse o command prompt (administrador no Windows 7)
  • Digite a seguencia:
    • cd <letra>:\Windows\System32
      bcdboot <letra>:\Windows

Este método é simples porque acrescenta uma entrada de boot baseada nos dados do diretório windows do VHD.

Segue o segundo método, passo-a-passo:

  • Siga os passos do post acima para acrescentar o VHD na lista de discos
  • Acesse o command prompt (administrador no Windows 7)
  • Digite a seguencia:
    • bcdedit /copy {current} /d “Nome do SO”   (Este comando retorna o CLSID que deve ser usado nos outros comandos)
      bcdedit /set {CLSID} device vhd=[<letra>:]\Arquivo.vhd
      bcdedit /set {CLSID} osdevice vhd=[<letra>:]\Arquivo.vhd
      bcdedit /set {CLSID} detecthal on

Este segundo método primeiro cria um clone do SO que já existe, altera o nome e a localização apontando para o VHD e liga o detector de hardware.

Deletando a entrada no BOOT

Utilize os dois comandos abaixo, o primeiro para descobrir o CLSID e o segundo para deletá-lo:

  • bcdedit (irá listar, veja o que quer deletar e copie o CLSID
  • bcdedit /delete {CLSID}

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE:

O fato de VHDs poderem ser criados no VirtualPC, Virtual Server, Hyper-V ou VirtualBox não quer dizer que você pode subir a maquina virtual nestes programas, instalar o SO e depois utilizar para Dual-Boot normalmente. O problema neste caso é que estes virtualizadores trabalham com drivers de hardware "virtuais" o que pode não funcionar na maquina fisica.

 

Posted: jul 30 2009, 14:54 by msincic | Comentários (9) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 2008 | Windows 7

Comentários (9) -

payday loans said:

To start earning money with your blog, initially use Google Adsense but gradually as your traffic increases, keep adding more and more money making programs to your site.

# agosto 09 2009, 20:31

payday loans said:

Please, can you PM me and tell me few more detailles about this, I am really fan of your web log...

# agosto 09 2009, 20:31

fast loans said:

Hello webmaster I like your post �.

# setembro 20 2009, 07:08

fast loans said:

Does anyone know where I can discover free on-line grant applications?

# setembro 20 2009, 07:08

Network said:

Marcelo  materia muito boa,  sabia que o Windows 2k8  fazia  isso porém  não sabia que windows 7 dava boot atraves de disco virtual.
Muito bom o post.

# setembro 22 2009, 11:24

cash loans said:

Thank you for your help!

# setembro 28 2009, 09:11

unsecured cash advance said:

This is a really good read for me, Must admit that you are one of the best bloggers I ever saw.Thanks for posting this informative article.

# março 27 2010, 12:29

overnight personal loans said:

I completely agree with the above comment, the internet is with a doubt growing into the most important medium of communication across the globe and its due to sites like this that ideas are spreading so quickly.

# março 27 2010, 14:33

Clearance Furniture said:

Having searched for sites related to web hosting and furniture specifically hosting linux plans, your site was first.

# maio 02 2010, 23:26
Os comentários estão fechados
Login
Marcelo de Moraes Sincic | All posts tagged 'ip fixo'
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2017: 2439555
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Utilizando IP Fixo em Maquinas Virtuais no Windows Azure

Um novo recurso que se tornou disponivel nas novas versões do PowerShell para o Windows Azure são os comandos “StaticVNetIP”. Você pode baixar a nova versão em http://www.windowsazure.com/pt-br/downloads/#cmd-line-tools

Estes comandos permitem que se fixe o IP dentro do range da rede virtual que você já tenha definido, permitindo assim que consiga garantir o IP de cada VM sem a necessidade de fazer o “Start” na ordem fixa todas as vezes.

Passo 1: Saiba os Riscos e Gerencie Seus IPs

Antes de iniciarmos, é importante ressaltar que não há suporte se houver problemas (http://msdn.microsoft.com/en-us/library/windowsazure/jj156090.aspx#BKMK_IPAddressDNS):

“Use DHCP-leased addresses (this is mandatory — static addresses are NOT supported)

Portanto, antes de começar a designar IPs fixos as suas VMs, lembre de manter uma lista dos IPs definidos!

Além disso, não utilize IPs que não estejam no range da sua rede virtual. Por exemplo, a minha rede tem o range 10.0.1.4 a 254 e se eu fixar o IP 10.0.2.4 a uma VM, ele ficará incomunicável e precisará ser excluida.

image

 

Passo 2: Registrar a Assinatura no PowerSell

Este passo é permanente, e basta executar o comando Add-AzureAccount que irá abrir uma janela de autenticação e importará os dados da sua assinatura:

Capture

Para verificar se importou com sucesso use o comando Get-AzureSubscription que retornará os dados da assinatura registrada:

image

Caso precise remover uma assinatura que tenha utilizado no passado para teste, o comando Remove-AzureSubscription é indicado. Se necessário, precisará redefinir sua assinatura padrão, o comando abaixo redefinirá o default:

image

 

Passo 3: Registre o IP de cada VM

Para registrar os IPs lembre-se do que foi comentado no início, é necessário que eles estejam no range da rede virtual que você tenha definido, senão a VM não poderá mais ser acessada e ficará incomunicável.

O comando que utilizaremos para fixar o IP não trabalha com strings, o primeiro passo é usar o comando Get-AzureVM para retornar em uma variável o PermanentID da VM desejada:

image

O comando acima procura a VM “W2012-Exch-3” no catálogo e retorna o ID, e o comando Set-AzureStaticVNetIP abaixo fixa o IP:

image

Obs: Pode-se usar o “pipe |” para executar os comandos na mesma linha se desejado

Porem, note que o comando acima não foi confirmado, apenas como que simulado. O correto é utilizar o Update-AzureVM na sequência para confirmar a alteração, como um commit.

Sendo assim, a sequencia de comandos para alterar as VMs seria como o exemplo abaixo:

image

Note que neste exemplo 3 diferentes VMs tiveram seus IPs fixados e é possivel com o comando Get-AzureStaticVNetIP consultar se a VM fixou o IP desejado:

image

Por fim, ao verificar o escopo de rede no Azure, pode-se ver que as maquinas reiniciadas receberam o IP que fixamos:

ListaIPs

Posted: mar 11 2014, 00:25 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login