MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2018: 2909484
Pageviews 2017: 4351543
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Adoção Assistida do Office 365 e Azure com o FastTrack

Ao convertermos novos clientes que tinham produtos on-premisse para produtos on-line sempre temos o impacto inicial da migração.

Se o cliente comprou na modalidade CSP (Cloud Solution Provider) a configuração inicial é toda realizada pelo parceiro e a migração dos dados em geral tambem já é incluida como um serviço. Afinal, é importante lembrar que no modo CSP quem detem a conta é o parceiro pois é um modelo gerenciado.

Já no modelo de Licensing Partners, seja com contrato MPSA ou Enterprise Agreement (EA) o dono da conta e do tenant é o próprio cliente. Isso quer dizer que cabe ao cliente criar a tenant, habilitar os serviços, configurar e migrar os dados.

Como fazer o kickoff do Office 365 sem “dores” e com a melhor estrutura?

A resposta obvia seria contratar um parceiro de serviços Microsoft especializado em Office 365 que fará todo o processo, mas muitas vezes não é o que será feito.

Nestes casos, é possivel acionar o FastTrack.

O que é o Microsoft FastTrack?

Em termos básicos o FastTrack é um site contento todo um repertório de ferramentas para quem já tem ou adquiriu Office 365 em contrato direto (MPSA ou EA).

https://fasttrack.microsoft.com 

Ao entrar no site poderá iniciar vendo um Dashboard do seu estado atual como abaixo:

image

Note que logo na primeira parte vemos o nome do meu tenant de testes, os dados incluindo algumas informações da empresa e o gerente do FastTrack, Engenheiro e Arquiteto. Quem são essas figuras?

Alguns clientes, principalmente na adoção possuem o beneficio de engajar um time da MS para ajudar no planejamento e execução da migração.

Isso não quer fizer que irão executar, mas sim orientar e apoiar no processo de criação do tenant, integração do AD (AADSYNC), configuração dos serviços e o processo de migração em sí.

Para saber se você é elegivel, veja “Ofertas” e “Serviços”:

image

image

O primeiro item “Ofertas” não são migrações e sim documentação gerada para compliance e arquivamento.

Já o item “Serviços” é onde poderá solicitar que a Microsoft engaje o time para executar as funções desejadas.

Note que não apenas Office 365, mas tambem Planning de deploy de Windows (neste caso é necessário ter voucher de Planning Services) e um parceiro para ajudar com Windows 10 se ainda não migrou.

Tambem temos a opção de Azure, mas ela só é disponivel para alguns paises e o cliente precisa consumir no minimo U$ 5000 mês.

Em qualquer dos casos, a Microsoft envia um email com mais informações para você e iniciará o processo conforme o tipo de solicitação.

E se já tenho o tenant e utilizo, que valor tenho no FastTrack?

Mesmo assim é interessante. Acesse o link https://myadvisor.fasttrack.microsoft.com

Esse site tem uma lista de recursos onde você poderá baixar apresentações, guias, modelos de emails e videos educativos.

A unica restrição é que todo o conteudo está em inglês  Sad smile 

De qualquer forma, ferramentas como o “Network Planner” para validar necessidade de link é importantissimo para o primeiro momento.

Tambem podemos destacar os videos e documentos onde podemos aprender mais sobre os recursos e o passo-a-passo de uma estória de sucesso!

Desenho de Cenários (Planos de Sucesso)

Uma opção bem interessante é a criação dos Planos de Sucesso que pode ser visto na primeira tela deste post.

Ao criar um plano e escolher o produto, será guiado a um checklist completo onde poderá escolher o que irá fazer e o site irá ajudar a trilhar o caminho correto.

Uma ajuda muito útil quando estamos fazendo a implementação e não queremos deixar algo passar!

image

image

E um recurso interessante é que você poderá acessar videos para ajudar na adoção do produto desejado pelos usuários finais.

image

Conclusão

Se está implantado, já tem funcionando apenas com alguns produtos ou está evoluindo o ambiente, o FastTrack irá ser uma ajuda enorme para o sucesso!

Posted: jul 17 2018, 23:01 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Azure Log Insights–Service Map

Muitos já conhecem o Log Insights que antes era chamado de Operations Management Suite.

Nesse post vou destacar um dos muitos plug-ins de solução do Log Insights (chamados de Solutions no portal) que é o Service MAP

NECESSIDADE

Migrar um Datacenter não se resume a levar servidores de um lado para outro, muitas vezes é necessário migrar ambientes por perfil de aplicações.

O objetivo nestes casos é saber quais servidores devem ser migrados juntos para não ter problemas de comunicação tanto entre a mesma aplicação como tambem entre o serviço e os clientes.

O problema muitas vezes é conseguir mapear isso, pois poucas empresas possuem um mapa de aplicaçoes onde conste os servidores e serviços utilizados em cada aplicação, principalmente aplicações Web e Bancos de Dados.

SOLUÇÃO

A Solution Service Map do Log Insights resolve este problema!

Ela mapeia todas as comunicações que são realizadas com os servidores com o agente instalado e monta um mapa completo do uso detalhando portas, nomes, serviços e permitindo drill-down para visualizar as conexões e um painel de detalhes para cada item selecionado.

Segue abaixo alguns prints que utilizo para demonstrar o recurso:

capture20180405193706451

Visualização dos serviços em um dos servidores e detalhes do servidor selecionado. Note que do lado esquerdo é possivel ver a barra de detalhes do servidor mapeado a partir de outros Solutions ativos em seu Log Insights.

capture20180405193730890

Detalhes de um dos servidores que se comunica com o host, com detalhes da comunicação e do servidor.

capture20180405193826648

Ao abrir o servidor selecionado na tela anterior posso ver os detalhes dele, incluindo agora os desktops e outros servidores que tambem utilizam o target selecionado.

capture20180405193906565

Visualizando os detalhes de comunicação entre o servidor target e o servidro com SQL Server onde podemos ver as comunicações do SQL para autenticação, já que o target é meu Domain Controller.

Grupo

Aqui podemos visualizar no conceito de grupos onde os servidores que inclui o grupo são mapeados e pode ser utilizado para criar os mapas de determinada aplicação.

Baseado no gráfico acima, consigo visualizar que o host T110 possui duas VMs principais que se comunicam com todos os clientes e entre eles constantemente.

Se for criar um plano de migração do meu ambiente já saberia que elas são as duas principais VMs que precisam ser ativadas juntas na migração.

UTILIZANDO O SERVICE MAP

Para utilizar o Service Map você obviamente deve ter uma conta Log Analytics já habilitada e incluir a Solution.

O levantamento dos dados não é realizado pelo agente normal do Log Insigths, é necessário baixar um agente especifico que pode ser encontrado no link abaixo:

https://docs.microsoft.com/en-us/azure/monitoring/monitoring-service-map-configure

Logo após instalar o agente do Service Map já será possivel visualizar os mapas e utilizar grupos.

Importante: O Service Map só mantem dados de 1 hora no máximo, portanto é um portal para visualização imediata já que não possui histórico nem relatórios analíticos.

Referencia completa: https://docs.microsoft.com/en-us/azure/monitoring/monitoring-service-map

Posted: jul 03 2018, 15:14 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 3/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Log Analytics | Azure | Azure OMS
Login