MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Novo Centro de Treinamento no MSDN–WPF 4.0

A Microsoft disponibilizou no portal MSDN um novo Centro de Treinamento. Agora voltado para desenvolvedores que queiram aprender mais sobre WPF (Windows Presentation Foundation 4.0) que é a nova interface visual da qual compartilha também o SilverLight.

Neste Centro de Treinamento que tive o prazer de organizar e contar com ótimos profissionais com o Bruno Sonnino (http://msmvps.com/blogs/bsonnino) e o seu filho Roberto Sonnino (http://virtualdreams.com.br/blog) e o André Alves (http://www.andrealveslima.com.br/blog/). Os meus videos são os ultimos, de estabilização e deploy.

Nos ultimos anos não tenho mais conseguido acompanhar a carreira de desenvolvedor com a de gerenciamento de infraestrutura. Por isso resolvi me dedicar mais ao que fui nomeado MVP, gerenciamento de infraestrutura, até porque minha atual posição na Dell como Consultor de Infraestrutura é o foco de meu aperfeiçoamento profissional.

Por isso, aguardem que em breve estaremos com dois novos Centros de Treinamento no ar: System Center Configuration Manager 2007 R3 que já foi gravado e está esperando publicação e System Center Operations Manager 2007 SP2 que está no “forno” e em breve publicaremos os videos!

Mas voltemos ao tópico e vejam a lista de videos e aprendam com estas feras o que é desenvolvimento rico usando WPF pelo portal em http://msdn.microsoft.com/pt-br/gg607454 ou clicando na lista abaixo.

image

Essa trilha foi criada para pessoas que desenvolvem ou pretendem desenvolver em ambientes utilizando o Microsoft Visual Studio .NET 2010 e Microsoft .NET Framework 4 para criar aplicações WinForms e WPF. Todo conteúdo irá te preparar para o Exame de Certificação 70-511 e tem como pré-requisito um conhecimento dos fundamentos do .NET Framework 4.


Construindo interface do usuário utilizando técnicas básicas

A Interface do usuário é a representação visual de sua aplicação. Usuários da sua aplicação utilizam a interface do usuário para interagir com a aplicação através de controles hospedado no WIndows. Aprenda nese módulo as principais técnicas que você precisa saber para contruir dua interface com o usário.


Visão geral dos controles personalizados do WPF


Aprimorando a interface do usuário utilizando técnicas avançadas

Utilize o aprendizado adquirido no módulo anterior e veja agora técnicas avançadas para deixar sua interface do usuário ainda melhor.


Visão geral dos Routed Events do WPF


Visão geral dos Commands do WPF


Conhecendo a Interface Dinâmica das aplicações WPF


Usando gráficos e multimídia em aplicações WPF


Entendendo os Control Templates do WPF


Criando Triggers em aplicações WPF


Gerenciando dados na camada de interface do usuário

Data Binding é o mecanismo com que a informação contida em um objeto é associada com elementos dentro da sua interface do usuário. Veja nesse módulo como o WPF muda o paradigma sobre Data Binding, como e onde utilizar e as principais técnicas.


Implementando Data binding


Value Converters


Validação de Dados


Change Notification Interfaces


Preparando Coleções para Exibição


Data Templates


Binding com Coleções Hierarquicas


DataGridView e DataGrid


Aprimorando a funcionalidade e usabilidade de uma solução

Usabilidade é um componente chave no design de uma boa aplicação. Uma aplicação que leva o usuário a sério e se preocupa com a parte funcional será adotada mais rapidamente pela audiência alvo. Veja nesse módulo as principais técnicas para você aprimorar a funcionalidade e usabilidade de sua solução.


Integração WPF e Windows Forms


Processos Assíncronos


Globalização e Localização


Usando Drag & Drop no WPF


Segurança no WPF


Configurações de Aplicação WPF


Dependency properties no WPF


Estabilizando e disponibilizando uma solução

Uma vez que você finalizou sua aplicação, você precisa garantir que ela está funcionando da maneira esperada e que ela seja distribuída para sua audiencia. Aprende nesse módulo as principais técnicas para testar e distribuir sua aplicação.


Estabilização e Deploy - Parte 1


Estabilização e Deploy - Parte 2

Posted: mai 31 2011, 00:43 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Visual Studio

WinTPC RC– Windows 7 Thin PC leve para netbooks e thin clients

Atualizado em 26/05/2011 – Disponibilizada a versão Release Candidate, ingresso no Connect e experimente!http://connect.microsoft.com/site1223/SelfNomination.aspx?ProgramID=6994&pageType=1

A Microsoft anunciou a pouco tempo o WinTPC, uma versão customizada que tem o nome após a instalação como “Windows Embbebed” como um SO para virtualização, pensando-se em VDI.

O pacote de instalação ISO é de 1.2 GB e instalei em uma VM com 512 MB de memória e disco total de 4 GB. O resultado foi que ele executou muito bem, com ótima performance e ainda com 1.5 GB de sobra de memória.

Instalacao

Instalacao-2

Setup-1

Inicializacao

Executando

Se você tem interesse em participar deste beta, registre-se no link que se encontra no portal do WinTPC.

Pretendo em breve instalar o WinTPC em um Asus eee PC e reporto.

Posted: mai 26 2011, 14:07 by msincic | Comentários (4) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows

Enhanced Mitigation Experience Toolkit–Evite ataques de Hackers-Versão 2.1

Atualizado em 22/05/2011: Disponibilizado a versão 2.1: Entre as novidades estão o recurso de importação e exportação, habilidade para gerenciamento por linha de comando e suporte oficial pelos foruns da Microsoft. Detalhes em http://blogs.technet.com/b/srd/archive/2011/05/18/new-version-of-emet-is-now-available.aspx

Um dos maiores problemas hoje é a rapida propagação e criação de métodos para sermos hackeados. Como a plataforma Windows é utilizada em grande parte dos computadores pelo mundo precisamos estar atentos.

A Microsoft acaba de disponibilizar o EMET 2.1 que permite configurar aplicações e o seu sistema para usar o máximo de segurança possivel. O EMET 2.1 pode ser baixado em http://www.microsoft.com/downloads/en/details.aspx?FamilyID=e127dfaf-f8f3-4cd5-8b08-115192c491cb.

O EMET permite verificar em tempo real quais aplicações estão utilizando DEP (Disable Executive Bit) e saber aplicações que podem estar com propensas a se aproveitar de eventuais vulnerabilidades. É claro que algumas aplicações conhecidas como driversnão necessariamente executam com DEP, mas são conhecidas. O DEP protege o sistema por não permitir que outras aplicações façam uso do heap ou stack que pertença ao sistema, como um cadeado da memória.

Alem do DEP o EMET também permite configurar o Structure Exception Handler Overwrite Protection (SEHOP) que é um sistema criado a partir do Vista SP1 e protege que programas executem chamadas a ponteiros do stack de memória permitindo fazer um hiijack redirecionando as chamadas posteriores para este programa mal intencionado.

Outra proteção destacada do EMET é o Mandatory Address Space Layout Randomization (ASLR) que consiste em randomiza o endereço de memória onde uma função é alocada, com isso um hacker não saberá onde, por exemplo, está alocado na memória um processo vulnerável, já que este estará carregado em local diferente a cada ativação.

A tabela abaixo mostra as vantagens do EMET, pois o Windows XP e Windows 2003 não tem o recurso SEHOP e ASLR nativo e o EMET faz a proteção, o que aumenta em muito a segurança do sistema como mostra a tabela abaixo:

image

Bem, vamos ver o EMET na prática a partir das telas abaixo. A primeira é a tela principal:

EMET-1Note que o EMET mostra todas as aplicações e se estão ou não utilizando o CEP para proteção do sistema.

É possivel configurar uma aplicação suspeita para utilizar o DEP de modo forçado, para isso cadastre a aplicação em “Configure Apps”, como a tela abaixo mostra:

EMET-3

Após colocar a aplicação na lista e indicar os recursos de segurança obrigatórios veja como agora o EMET mostra a lista com o processo BTTray indicando que está sendo “monitorado”:

EMET-4

Também é possivel deixar os recursos de segurança ligados o tempo todo utilizando o botão “Configure System”:

EMET-2

Alem da interface gráfica é possivel configurar o EMET pela linha de comando. Para isso leia o manual de usuário que é instalado junto com o EMET. O manual também é muito bom por detalhar e mostrar gráficos que ilustram os diferentes tipos de ataques hacker, que estou anexando abaixo:

Users Guide.pdf (950,12 kb)

Posted: mai 22 2011, 02:33 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Segurança | Windows

Best Practices para Exchange 2010 no Hyper-V

Este documento disponibilizado no domingo pela Microsoft é útil não só em casos de Exchange mas como em qualquer outro projeto de virtualização com Hyper-V.

O documento foca nas melhores práticas de implementação do Exchange 2010 no Hyper-V mas adicionalmente explica as tecnologias envolvidas e o porque da recomendação.

Por exemplo, explica cada tipo de disco que o Hyper-V suporta (DAS, iSCSI, eSATA, etc) e considera qual o melhor a ser utilizado e recomendações como termos mais de uma placa de rede no caso de iSCSI, performance de discos virtuais fixos versus dinamicos, etc.

Mas como o documento é focado em Exchange, achei algumas recomendações muito interessantes, principalmente o resumo que ele apresenta com os itens:

  • Snapshots, differencing/delta disks
  • Virtual processor/physical processor core ratios greater than 2:1
  • Applications running on the root virtual machine (excluding antivirus, backup, management software, and so on).

Do meio do documento para frente ele passa a descrever um cenário de exemplo e mostrar os cáculos envolvidos pela carga do cliente e como seria o sizing, incluindo DAG e recomendações sobre como usar da melhor forma.

Resumindo, leitura imperdível!!!!!!

Faça o download em http://www.microsoft.com/downloads/en/details.aspx?FamilyID=8647c69d-6c2c-40ca-977e-18c2379b07ad

Posted: mai 17 2011, 09:52 by msincic | Comentários (2) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

Tarefas e Configurações de um Server Core com WMIC

Continuando a falar sobre as dificuldades que muitos encontram ao administrar um Windows 2008 Server Core, vamos falar um pouco sobre o WMIC (Windows Management Instrumentation Command-Line).

Este é um comando que abre um console para administrar todos os recursos WMI disponiveis, o que inclui praticamente todo o ambiente do Windows.

Para acessá-lo use o command prompt e chame o WMIC:

image

Para conhecer todos os comandos digite “/?” e verá os switchs de formatação e saida e na sequencia a lista de comandos possiveis.

Seguem alguns exemplo de comandos disponíveis:

  • PRODUCT – Lista todos os programas instalados
  • QFE – Listar os updates instalados na maquina
  • SHARE – Listar os diretórios compartilhados
  • PROCESS – Lista os processos em execução (similar ao Task Manager)
  • NICCONFIG – Administrar as placas de rede, IP, etc.

Qualquer um destes comandos e subcomandos podem ser consultados com “/?”:

 image

O exemplo acima mostra como habilitar o DHCP em uma placa por utilizar “NICCONFIG CALL ENABLEDHCP”, ou então colocar o IP do DNS usando “NICCONFIG CALL ENABLEDNS(<IP>)”.

IMPORTANTE: Assim como o NETSH os comandos do WMIC podem ser executados em linha, o que o torna uma interessante ferramenta para uso em scripts.

Faça um teste agora mesmo e utilize esta interessante ferramenta que também está disponivel desde o Windows XP e também no Windows 7 e Windows 2008 em instalação normal (GUI).

Posted: mai 12 2011, 00:04 by msincic | Comentários (1) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Login
Marcelo de Moraes Sincic | outubro 2016
MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Novos Management Packs para System Center Operations Manager 2016

Após o lançamento e disponibilização do System Center 2016 (SCOM) utilize os novos Management Packs:

New Management Packs:

System Center Operations Manager Management Packs for Windows Server 2016 Essentials

Microsoft System Center Management Pack for SQL Server 2014

Microsoft System Center Management Pack for SQL Server 2016

Microsoft System Center Management Pack for SQL Server

System Center 2016 Management Packs for Open Source Software

Microsoft System Center Management Pack for System Center Service Manager

System Center Management Packs for Data Protection Manager 2016 Reporting, Discovery and Monitoring

Microsoft System Center 2016 Management Pack for Service Provider Foundation (SPF)

Microsoft System Center 2016 Management Pack for Orchestrator

Posted: out 25 2016, 12:39 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5

System Center 2016–Updates Rollup

Seguindo o lançamento do Windows 2016 com o Rollup 1 (http://www.marcelosincic.com.br/post/Upgrade-e-Update-do-Windows-Server-2016.aspx), o mesmo acontece com o System Center 2016.

Após as atualizações do System Center 2016, baixe os novos Management Packs do SCOM: http://www.marcelosincic.com.br/post/new-system-center-operations-manager-2016-management-packs.aspx

Porque isso acontece?

Antes de um fabricante liberar uma midia final ao público, ela é distribuida aos fabricantes.

Por exemplo, o fabricante de HW precisa ter certeza que alguma atualização não afetou drivers ou funcionalidades nativas do servidor. Desenvolvedores (ISVs) precisam ter certeza que seus plugins e softwares continuam “conversando” com a nova versão.

Como os dois produtos foram disponibilizados as midias aos fabricantes e desenvolvedores algumas semanas antes que o lançamento, a Microsoft precisa catalogar e gerar um pacote das atualizações que ocorreram entre esse lançamento para os fabricantes e o GA (General Avaliability) público, que normalmente é de 45 a 60 dias.

Update Rollups de System Center 2016

Update Rollup 1 para VMM: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190597

Update Rollup 1 para SCOM: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190029

Update Rollup 1 para Orchestrator: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190603

Update Rollup 1 para DPM: https://support.microsoft.com/en-us/kb/3190600

Update Rollup para SCCM 1609 TP: https://blogs.technet.microsoft.com/enterprisemobility/2016/09/27/update-1609-for-configuration-manager-technical-preview-available-now/


Lembrando que no caso do SCCM os upgrades e updates é realizado na própria console conforme já abordei em http://www.marcelosincic.com.br/post/Novo-Modelo-de-Updates-do-SCCM-2016.aspx

Instalação e Upgrade do System Center 2016

Com o lançamento da midia RTM (Release To Manufactoring ou Final) do Windows 2016 e System Center 2016 chega a hora de fazer o upgrade de versões 2012 R2 e 2016 Technical Preview.

Vou abordar cada um deles a partir das versões 2016 Technical Preview, já que a migração das versões 2012 R2 é normalmente mais simples e suportada.

Atualização: Veja os Update Rollups do System Center 2016: http://www.marcelosincic.com.br/post/System-Center-2016-Updates-Rollup.aspx

System Center Configuration Manager (SCCM)

O SCCM é um dos produtos que já estavam na versão 2016 desde o inicio do ano, quando foi lançado como SCCM 1511, seguinte a nomenclatura do Windows 10.

Seguem os posts que já escrevi sobre esta versão:

http://www.marcelosincic.com.br/post/Nova-Feature-do-System-Center-Configuration-Manager-1511-Atualizacoes-e-Updates.aspx

http://www.marcelosincic.com.br/post/Novo-Modelo-de-Updates-do-SCCM-2016.aspx

http://www.marcelosincic.com.br/post/System-Center-Configuration-Manager-1511-Alterar-Evaluation.aspx

Para quem tem o SCCM 2012 R2 o upgrade é tranquilo e basta executar o Setup para funcionar.

System Center Operations Manager (SCOM)

O upgrade do SCOM pode ser feito tanto da versão 2012 R2 quanto das versões 2016 Techincal Preview da mesma forma, ele suporta os dois caminhos.

A unica recomendação que o próprio setup indica é fazer o backup das bases de dados (trabalho e DW) antes, pois não há como retornar caso ocorram erros no meio do processo:

capture20161013145918707

Será necessário fazer o upgrade do Report Viewer, antes utilizamos o RV do SQL 2012 e agora deve ser utilizado o RV do SQL 2016, que é encontrado no link do próprio Setup:

capture20161013150339362

capture20161013155424938

System Center Service Manager (SCSM)

O upgrade tanto do 2012 R2 quanto das versões Technical Preview é simples, não exige nenhum tipo de restrição, ocorrendo de forma bem tranquila:

capture20161013152230043

É importante lembrar de ao final fazer o upgrade dos Management Packs a partir do wizard que o SCOM 2016 possui:

http://www.marcelosincic.com.br/post/Atualizacoes-Automaticas-no-System-Center-Operations-Manager-2016-(TP4).aspx

System Center Virtual Machine Manager (VMM)

Este é um dos produtos que não permite o upgrade automático da versão Techinical Preview, mas permite a partir da 2012 R2.

No caso do Tecnhinical Previwe, o Setup irá indicar que já existe e pedirá para desinstalar:

capture20161013151606238 

Porem, a reinstalação é simples. Basta ao desinstalar escolher a opção para manter o banco de dados:

capture20161013151636326

Ao executar o Setup novamente usar o mesmo banco de dados e diretório das bibliotecas:

capture20161013152117951

capture20161013152715060

Após isso o VMM funcionará normalmente, mas é bom lembrar que será necessário deinstalar os agentes e reinstalar, se ele não fizer o upgrade automático do agente.

Lembrando que uma das mais interessantes features é integração com o Azure: http://www.marcelosincic.com.br/post/System-Center-Virtual-Machine-Manager-2016-TP2-Integrado-com-Azure.aspx

System Center Orchestrator (SCORCH)

Assim como o VMM, ele exige reinstalar mas é possivel manter o banco de dados e reapontar na nova instalação:

capture20161013153558520

capture20161013153757300

Após o processo, os runbooks aparecerão normalmente com os mesmo Integrations Packs.

No caso dos Integrations Packs do SCORCH e do SCOM é importante fazer o upgrade dos pacotes, sendo que no SCOM é bem mais fácil por ter no menu, enquanto não temos o mesmo no Orchestrator.

Upgrade e Update do Windows Server 2016

Ontem a noite (12/10/2016) a Microsoft disponibilizou as midias do Windows Server 2016 Standard e Enterprise para os assinantes MSDN e clientes de volume pelo VLSC.

Essa nova versão traz diversas novidades, como Storage distribuido (similar ao VMWare VSAM), novas features para o sistema operacional.

Na página https://www.microsoft.com/pt-br/server-cloud/products/windows-server-2016/default.aspx#MenuItem3 é possivel ver todas as funcionalidades novas e tambem documentação.

Importante notar que diferente do Windows 2012 R2, o Windows 2016 volta a ter diferenças de recursos entre a versão Standard e Datacenter!!!

Update Pós Instalação

É importante que junto com a midia de instalação tambem baixe o Cumulative Update 1:

https://support.microsoft.com/en-us/kb/3194798

capture20161013105959189

É isso mesmo, a midia final ficou disponivel junto com o primeiro Cumulative Update. O motivo é que a disponibilização das mídias Technical Preview geraram dados para novas correções, e estas foram incluidas no CU1.

Upgrade De Versões 2012 R2 e Technical Preview

É possivel fazer o upgrade a partir das versões 2012 R2 normalmente, em qualquer tipo de instalação.

Para quem já havia instalado algum TP é possivel fazer o upgrade direto, porem apenas para a versão com Desktop Experience instalado.

Outros casos podem ser consultados em https://technet.microsoft.com/windows-server-docs/get-started/supported-upgrade-paths

No exemplo abaixo, o resultado de upgrade de um servidor em Cluster Hyper-V que possui Storage Spaces com RAID, discos SSD e diversas VMs em execução:

capture20161013105351510

capture20161013105829117

capture20161013105836439

Problemas no Upgrade

Assim como nas versões anteriores, caso ocorra um erro durante o upgrade é possivel reverter ao estado anterior sem problemas.

Porem, diferente de um sistemas operacional cliente (Windows 10) essa reversão não é possivel após o upgrade estar finalizado.

Posted: out 14 2016, 03:13 by msincic | Comentários (0) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Hardware | Windows | windows 2016

Novo Modelo de Updates do SCCM 2016

Como já havia escrito a algum tempo, uma das mais interessantes novidades do System Center 2016 é a capacidade dos produtos em se atualizarem automaticamente.

No System Center Operations Manager (SCOM) e Service Manager (SCSM) são so Management Packs e no System Center Configuration Manager (SCCM) a atualização inclui os binários do servidor, agente e console.

 

Atualização Automática do SCCM

Pelo console do SCCM acesse Administration –> Cloud Services –> Updates and Servicing e será possivel ver a lista de atualizações, que no caso do SCCM são os Builds, uma vez que ele não possui mais versões.

Clique sobre a versão que está disponivel, o SCCM irá manter o histórico das atualizações já realizadas.

Capturar

Ao selecionar a atualização é possivel ver os novos recursos que a atualização irá fazer, a lista de Knowlegde Bases:

Capturar0

Um item interessante ao iniciar atualização é que podemos ignorar os pré-requisitos como pode ser visto na tela abaixo no checkbox para ‘forçar” a atualização.

Claro que é importante deixar que os requisitos sejam testados, instalar uma atualização que não está com o ambiente completo pode gerar problemas e indisponibilidade permanente.

Capturar1

Outro item importante é a possibilidade de escolher as features que serão incluidas no SCCM com a atualização. Por exemplo, o Apple Volume Purchase é instalado nesse momento como se fossem as features pelo console em “Site Roles and Services”.

Caso não opte por instalar as features no momento da instalação da atualização, é possivel executar novamente mais tarde pelo mesmo caminho:

Capturar2

Como as atualizações “carregam” as novas features podemos escolher quais iremos habilitar como em outras configurações de roles:

Capturar3

Por fim após o update o SCCM poderá pedir para reiniciar o console e finalizar a instalação:

Capturar4

 

Conclusão

Realmente é um recurso excelente ter as atualizações a mão de forma tão simples e confiável.

Esse recurso tornará mais fácil manter o SCCM e outros produtos System Center saudáveis com as ultimas atualizações.

Login