MVP: System Center Cloud and Datacenter Management, MCT, MCSE, MCITP, MCPD, MCDBA
MVP Logo

Pageviews 2017: 1955267
Pageviews 2016: 3991973
Pageviews 2015: 2675433
Pageviews 2014: 2664208
Pageviews 2013: 2399409
Pageviews 2012: 3209633
Pageviews 2011: 2730038
Pageviews 2010: 1470924
Pageviews 2009: 64608

Últimos posts

Categorias

Arquivo

Tags

Utilizando VM com sistemas operacionais 64 bits (x64)

Ao baixar o Exchange 2010 Beta notei que só havia a versão x64 (64 bits). Portanto, precisava do Windows 2008 64 tambem.

O problema é que o Virtual Server 2005 SP1 e o Virtual PC 2007 não permitem um guest (máquina virtual) x64.

Solução: Um amigo me indicou um produto da Sun, que foi comprado recentemente, chamado VirtualBox. O legal do VirtualBox é que alem de gratuito, como é o VS2005 e o VPC 2007, ele automaticamente detecta que sua máquina possui Hypervisor e habilita na lista sistemas operacionais x64.

Mais interessante ainda é que é possível virtualizar máquinas virtuais com SO 64 bits mesmo que o sistema operacional host (maquina física) seja 32 bits (x86).

Para quem quiser olhar, tem muitas outras coisas, como emulação de controladora SATA (VS2005 só faz IDE e SCSI) e leitura direta de portas seriais e USBs.

Segue o link: http://www.virtualbox.org/wiki/Downloads

Posted: abr 30 2009, 15:09 by msincic | Comentários (8) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Virtualizaçao

MED-V e XP Mode do Windows 7

Nos ultimos dias ouvimos muitas noticias sobre o XP-Mode do Windows 7.
Para quem acompanhava noticias sobre virtualização de aplicações notou que um termo muito utilizado era um tal de "MED-V".
Para entender o que é o MED-V é necessário conhecer o pacote MDOP, que só é disponivel para clientes de contrato Software Assurance.
O MDOP possui uma aplicação chamada SoftGrid da Microsoft (uma empresa comprada) que faz a virtualização de aplicações utilizando camadas intermediárias de software. O SoftGrid gera um pacote em um unico arquivo com a aplicação instalada em uma máquina de staging (estágio) onde fazemos o processo de sequence (sequenciamento) da aplicação que consiste em monitorar todos os arquivos, configurações e alterações que um determinado programa faz durante um processo de instalação. Após este processo terminar é gerado um único arquivo com todos os dados e arquivos. Este arquivo é enviado as estações quando executam a aplicações através de um cliente "app launcher" (lançador de aplicações).
Este processo funciona muito bem desde que respeitados algumas limitações. A primeira que o SoftGrid só funcionava com aplicações 32 bits, nada de 64. Outra que o SoftGrid não emulava hardware, apenas criava o pacote.

Qual a vantagem do MED-V?
O MED-V faz a virtualização do ambiente completo, incluindo o sistema operacional. Ou seja, o recurso "XP Mode" do Windows 7 já podia ser emulado no Windows Vista com o MED-V, mas ainda existe a exigencia do cliente ser SA. Para entender o MED-V pense que hoje para rodar uma aplicação que só executa no Windows XP, Windows 2000 ou qualquer outro a recomendação padrão da Microsoft era instalar o Virtual PC e executar uma VM, o que funcionava. Porem havia o problema de ser uma aplicação utilizada em diversas estações.
São nestes casos que o MED-V ajudará, ele faz o processo de execução da VM em modo Enterprise, ou seja, ele centraliza as VMs e ao usar o "app launcher" vocês estará na verdade executando uma VM.
Atualmente o MED-V está na versão 1.0 para uso, mas já existe uma versão mais recente ainda em Beta.

Mais detalhes: http://www.microsoft.com/windows/enterprise/products/med-v.aspx

Posted: abr 30 2009, 11:47 by msincic | Comentários (6) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows 7 | Virtualizaçao

VMs prontas para teste de produtos Microsoft

A Microsoft tem um programa muito útil chamado VHD Test Program. Este programa mantem máquinas virtuais prontas para uso dos principais produtos.

Atualmente, claro que sempre é atualizado, é possivel baixar as VMs de Exchange 2007 SP1, Windows 2008, Office Communications, Forefront e System Center.

AS máquinas virtuais do programa VHD Test Program são sempre válidas por 30 dias, portanto lembre-se de manter o arquivo original, e roda sobre o Virutal PC 2007 e Virtual Server 2005.

Segue o endereço de acesso: http://technet.microsoft.com/en-us/bb738372.aspx

Posted: abr 30 2009, 11:07 by msincic | Comentários (3) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Sharepoint

Portas e URLs utilizadas pelo Windows Live Messenger

Fonte: Arnaldo Fagnani, http://green.com.br/bloginfra/?p=39

A tabela a seguir lista as portas de rede necessárias para vários recursos do Windows Live Messenger 8.1 em um computador baseado no Windows Vista.

Recolher esta tabelaExpandir esta tabela
Recurso Porta usada
Entrada no serviço Messenger TCP 80, 443, 1863
Detecção da rede TCP 7001
UDP 9, 7001
Áudio TCP 80, 443, 1863
TCP/UDP 30000 - 65535
Áudio (Herança) * UDP 5004 – 65535
Conversas com webcam e vídeo TCP 80
TCP/UDP 5000 - 65535
Transferência de arquivos TCP 443, 1863
TCP/UDP 1025 - 65535
Transferência de arquivos (Herança) * TCP 6891 - 6900
Compartilhamento de Pastas TCP 1863
TCP/UDP 1025 – 65535
Quadro de comunicações e Compartilhamento de aplicativos TCP 1503
Assistência remota TCP 3389
TCP/UDP 49152 – 65535
Windows Live Call TCP 443, 5061
UDP 5004 - 65525
Jogos TCP 80, 443, 1863
TCP/UDP 1025 - 65535

* Essas portas são usadas quando você está conectado a um contato por meio de um programa cliente herdado, como o MSN Messenger 5.0 ou qualquer versão do Windows Messenger.

URLs

A tabela a seguir lista os URLs aos quais o Windows Live Messenger se conecta.

Recolher esta tabelaExpandir esta tabela
URL usado Função do URL
https://Login.live.com (https://Login.live.com) Autenticação HTTP sobre SSL (HTTPS) para o Windows Live ID e aquisição de certificados x509 para conexões ponto a ponto (p2p) seguras para o recurso Compartilhamento de Pastas
http://Login.live.com (http://Login.live.com) Autenticação HTTP para o Windows Live ID
https://*.contacts.msn.com (https://*.contacts.msn.com) Obtenção da lista de contatos
https://*.storage.msn.com (https://*.storage.msn.com) Armazenamento do quadro do usuário, mensagem de status pessoal e nome de exibição de usuários para que o usuário possa ter o mesmo conjunto de informações em todas as experiências do Windows Live em computadores de trabalho e domésticos; (protocolo SOAP sobre HTTPS)
http://*.storage.msn.com (http://*.storage.msn.com) Armazenamento do quadro do usuário (HTTP DAV) e aquisição de imagens do Windows Live Space de um usuário
http://c.msn.com (http://c.msn.com) Para definir um ID exclusivo e anônimo para um usuário personalizar a experiência do Windows Live
http://*.messenger.msn.com (http://*.messenger.msn.com) Várias operações principais do messenger
http://g.msn.com (http://g.msn.com) URLs de redirecionamento usadas no rastreamento do início do URL de uma página específica para sites da Microsoft
http://crl.microsoft.com (http://crl.microsoft.com) Para acessar a Lista de Certificados Revogados (CRL) para verificar a validade de um certificado
http://messenger.hotmail.com:1863 (http://messenger.hotmail.com:1863) Canal de comunicações para o servidor do messenger; Microsoft Notification Protocol (MSNP) para sistema de mensagens
http://gateway.messenger.hotmail.com (http://gateway.messenger.hotmail.com) Caso um firewall esteja bloqueando as portas, o Messenger pode usar esse gateway sobre HTTP
http://config.messenger.msn.com (http://config.messenger.msn.com) Download das informações de configuração usadas pelo cliente do Messenger
https://ows.messenger.msn.com (https://ows.messenger.msn.com) Envio de mensagens offline
https://rsi.hotmail.com (https://rsi.hotmail.com) Recebimento de mensagens offline
http://sqm.microsoft.com (http://sqm.microsoft.com) Carregamento de dados Service Quality Monitoring (SQM) para a Microsoft; (nenhuma informação de identificação pessoal é transferida)
http://*.edge.messenger.live.com (http://*.edge.messenger.live.com) Várias operações principais do Messenger. Por exemplo, servidores de eco usados para estabelecer conectividade direta entre dois clientes do messenger para comunicação ponto-a-ponto quando os clientes estiverem protegidos por um firewall
http://relay.data.edge.messenger.live.com (http://relay.data.edge.messenger.live.com) Media relay usado para transferir dados binários (arquivos, voz ou vídeo)
http://rad.msn.com (http://rad.msn.com) Para fazer o download de conteúdo de publicidade para exibição no cliente e para fazer o download de conteúdo de expressão pessoal patrocinado por anúncios, como imagens de exibição e emoticons
http://appdirectory.messenger.msn.com (http://appdirectory.messenger.msn.com) Usado pelos aplicativos de atividades/jogos do Messenger que são executados dentro de aplicativos do Messenger
https://images.messenger.msn.com (https://images.messenger.msn.com) Para arquivos de imagem do messenger
http://spaces.live.com (http://spaces.live.com) Para o cartão de visita
http://relay.voice.messenger.msn.com (http://relay.voice.messenger.msn.com) Media relay usado para voz

Observação Os usuários atrás de um servidor proxy de autenticação podem ter problemas de entrada. Eles podem ter que configurar os servidores proxy para forçar a autenticação para a seguinte cadeia de caracteres do Agente de Usuário: MSN Explorer/9.0 (MSN 8.0; TmstmpExt). Para isso, os usuários devem consultar a documentação do seu servidor proxy ou entrar em contato com o administrador da rede.

Posted: abr 29 2009, 14:45 by msincic | Comentários (11) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Sharepoint

Microsoft disponibiliza SP2 RTM do Vista e do Windows 2008

A Microsoft finalmente disponibilizou o RTM do SP2 do Vista e do Windows 2008. Isso não quer dizer que a partir de amanhã estaremos baixando ele via Update, porem ele já está preparado e em breve poderá ser baixado. Atualizarei com o link quando estiver disponivel.

As principais mudanças são:

  • Windows Search 4.0 foi melhorado em performance e consistencia
  • Bluetooth 2.1 Feature Pack
  • Suporte nativo a drives Blu-Ray
  • Acrescetnado o Windows Connect Now (WCN) que facilita conexões a rede Wifi
  • Windows Vista SP2 habilita o exFat que permite gravação de data e hora nos arquivos em formato UTC

Alem destas mudanças várias outras menores tambem estão implementadas. Consulte a lista completa em http://technet.microsoft.com/en-us/library/dd335036.aspx

 

Posted: abr 28 2009, 22:19 by msincic | Comentários (9) RSS comment feed |
  • Currently 0/5 Stars.
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Filed under: Windows
Login